Até podia ter sido uma consulta como todas as outras, mas não foi!

Ana M. S. | 27-11-2015

Até podia ter sido uma consulta como todas as outras, mas não foi!
A mudança de instalações levou a que adiássemos a consulta e as minhas dores na coluna eram insuportáveis, daí que, e até nem gosto muito dela, sentia saudades da marquesa que conheci em boa hora vai fazer 4 anos.
Da Maia para Espinho para mim foi uma alteração excelente. Agora é só sair da estação e atravessar a estrada, enquanto antes do Porto à Maia era mais complicado.
Feliz, apesar de com dores e mau estar, mesmo calculando que não iria ser dia de Terapia fácil, fiz tempo até chegar ao teu novo espaço.
As conquistas a nível psíquico na minha vida vão sendo em paralelo com o equilíbrio físico e a descoberta de uma calma, que me ensinaste a ter, peças do meu ser que vou juntando para ir entendendo quem sou e o que habita em mim, e é única, a minha alma.
Aparentemente a variável era o novo consultório, pensava eu …
O sorriso e a maneira como me recebeste foram a mesma coisa, assim como a parte inicial da consulta. Quando me deitei na marquesa também me senti bem, com algumas diferenças no meu pensamento. As manipulações que fazias para me aliviares as dores, e normalmente também iria doer depois, não foram tão dolorosas. Ou seja, eu pela primeira vez relaxei na marquesa e parei de pensar no depois, ficando no agora sabendo que depois a dor passava.
Nem sempre te ouvi! És um Ser maravilhoso e se houve momentos em que “desisti de mim” porque as dores matam, sejam elas físicas ou da alma, António tu foste o Terapeuta que nunca me deixou baixar os braços. Gratidão!
Ah! E deixa me que te diga: Xiii, levar “porrada” em Espinho é brutal!

Novo comentário